POBRES QUE VOTAM EM RICOS: QUAL O LUGAR DA POLÍTICA NA ESCOLA?

NEGAÇÃO DA POLÍTICA É VITÓRIA DO FASCISMO

Então tem gente que acha que sindicalistas da classe trabalhadora que se destacam pelo trabalho e liderança não devem se candidatar a cargos de vereador, deputado, senador? É pensamento desse grau cognitivo que fez com que o número de deputados patronais aumentasse em todas as esferas do país e que o número de sindicalistas trabalhadores tenha sofrido uma redução de 44% no congresso nacional e assembleias legislativas. Aqui no Paraná essa “inteligência” aumentou a base de apoio do Beto Richa de 80% para 90%! Professora Marlei não pode ser deputada, mas quanto a família Barros, Lupion, Francischini, Amaral, Richa AndradeVieira etc, NENHUM PROBLEMA, néam???? Estamos sofrendo uma regressão tremenda da consciência política da classe trabalhadora, inclusive na Educação. QUEM DEVE NOS REPRESENTAR ENTÃO? Claro, não é a toa que o Alex Canziani e a ViCtória Barros se elegeram como “deputados da educação”, por isso quase que o Professor Lemos e o Tadeu Veneri ficaram de fora. Os partidos da direita ultra neoliberal fizeram CINQUENTA dos 54 deputados na Assembleia Legislativa do Paraná, a bancada do PT que era de apenas SETE deputados foi reduzida pra TRÊS. E são eles com quem pudemos contar INTEGRALMENTE em votações importantes pra nós! AS FAMÍLIAS da oligarquia paranaense que hoje dominam EXECUTIVO, LEGISLATIVO, JUDICIÁRIO E MÍDIA, agradecem esse apoio em defesa deles e essas falas deslegitimando candidaturas de lideranças do movimento sindical de trabalhadores. Porque o Paulo Skaff, presidente de um grande sindicato patronal, a FIESP; e o Rodrigo Rocha Loures – para citar dois, que foi presidente da FIEP, nunca precisaram justificar pra sua classe patronal a sua candidatura. Ao contrário: receberam apoio e incentivo. Só entre trabalhadores esse tipo de ataques acontece.

- Não é uma tristeza assistir esse retrocesso?

 

  • Facebook
  • Twitter
Esta entrada foi publicada em Geral. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>