QUANTO VALE SABER? QUANTO VALE APRENDER? DE QUE “VALOR” ESTAMOS FALANDO, AFINAL?

QUINHENTAS E VINTE E NOVE MIL CANDIDATOS TIRARAM NOTA ZERO NO ENEM. ALGUMAS REFLEXÕES PARA O DEBATE.

Venho observando, e me doendo, por uma progressiva atitude de desprezo pelo estudo sério, comprometido com a própria formação integral, um certo grau de autodidatismo necessário em qualquer um/a que queira de fato aprender… E um certo desprezo pelo conhecimento manifestado por pessoas de diferentes profissões, mas me preocupa sobretudo o que tenho presenciado na Educação. Certos valores e comportamentos em que as pessoasse perguntam antes “o que eu vou ganhar com isso (o estudo)?”, do ponto de vista material, como se o que é importante na vida, como o aprendizado na vida, tivesse que necessariamente se reverter em ganhos materiais. E então há um desprezo por quem sabe, por quem estuda, por quem lê, por quem gosta de saber… E há uma apologia, velada às vezes, outras explícita, por quem “se dá bem” mesmo sem saber… E não estou falando aqui de escolarização: estou falando de aprendizado, de leituras, do gosto de aprender, da belezaque há em quem sabe, em quem está sempre aprendendo… Esse desprezo pela leitura e o seu correspondente, a banalização de uma literatura de auto-ajuda que mais esvazia que preenche, torna as pessoas sem conteúdo, sem argumentos, com explicações mágicas para problemas reais e sempre em busca de soluções mágicas para os problemas e desafios concretos que o viver nos apresenta. Viver é resolver problemas também! E essa responsabilidade é terceirizada para os carnês da prosperidade, para as meias ungidas, para as “doações para o deus de Malafaia”, para os “patrocínios do RR Soares”… Esse vazio também tem esse resultado: meio milhão de pessoas que não tem nada a dizer de consistente sobre os problemas da vida cotidiana, sobre o mundo no qual vivemos cada dia da nossa existência sobre a Terra…

Você pode conferir a matéria do UOL Educação aqui: http://educacao.uol.com.br/noticias/2015/01/13/529-mil-candidatos-tiraram-zero-na-redacao-do-enem-2014.htm

 

  • Facebook
  • Twitter
Esta entrada foi publicada em Geral. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>