GREVE DA APP: CONSIDERAÇÕES SOBRE VÁRIOS QUESTIONAMENTOS SOLIDÁRIOS DE COMPANHEIROS

Foto: 15:Foto: 4:

Foto: 11:

Foto: 12:

Veja mais imagens aqui: https://www.facebook.com/appsindicato/photos_stream

EXPLICANDO A VÁRIOS QUE, SOLIDARIAMENTE, ME PEDIRAM EXPLICAÇÕES:
Nós temos exigido o cumprimento da Lei do Piso, que é hoje a Lei que regula nossa politica salarial. Combinado com isso temos feito a luta pela equiparação salarial, que acho que vc sabe do que se trata. No ano passado, ambas essas politicas nos garantiram cinco por cento de ganho real, no ano retrasado 14%!!!. O que acontece: no ano passado, em novembro, tivemos a última parcela da eqiparação, 3,94%. Este ano, o reajuste do valor do PSPN ficou em 8,32%. Isso nos colocou a 4,2% do valor do PISO. Ou seja, nós, do estado do Paraná, estávamos a 4,2% do valor do Piso. E o governo vinha dizendo que era isso que faltava pra cumprir a Lei do Piso (o que não é mentira), mas nós não aceitamos esse argumento, exigindo ganhos acima do Piso que é um valor mínimo de referência. Chegamos a data-base incluidos a educação. Daí não passaríamos e judicialmente o governo poderia conseguir pagar somente os 4,2%. Chegamos a data-base para todos, o que significa que tivemos sim o cumprimento do índice do Piso mais 2,3%. Pois, não é mentira, tivemos 3,94 da equiparação há seis meses. Ou seja: se não tivéssemos recebido essa parcela lá atrás, não haveria como o governo escapar de nos pagar os 8,32, pelo menos; Não é o que queríamos, mas tudo que o governo queria era que lhe déssemos motivos pra judicializar a negociação, porque daí estaria jogando no seu campo de poder. Tudo é muito difícil e muitas decisões devem ser tomadas o tempo todo. Numa pauta extensa, fragmentada em vários segmentos da categoria: professores efetivos, professores PSS, funcionparios efetivos, funcionários PSS, professores educação especial, saúde, professores que querem dobra de padrão, professores e funcionários de EJA… Saímos com respostas e encaminhaemtnos positivos pra todas essas pautas! Por isso, tranquilamente, nos sentimos muito vitoriosos. A luta nunca é fácil, mas garantimos direitos que vão pra nossa carreira e pro nosso contracheque de forma perene. A categoria não teve prejuizo, só conquistas. Vimos o que o governo fez com a brava gente da Saúde na semana passada e deliberamos garantir o que conquistamos, seguir na luta sem expor a categoria a punições e sanções e a botar pra perder tudo que tínhamos acumulado até aqui. Com muita tranquilidade. E vamos acompanhar e fazer cumprir cada item agora. Negociar a efetivação da pauta em vez de nos desgastarmos em negociar abrandamento de punições. É muito trabalho o que nos espera a partir da proxima semana. Só pensamos em arrancar nosvos direitos e em garantir direitos pra categoria. Todo o resto é secundário, #VamosJuntos!”

  • Facebook
  • Twitter
Esta entrada foi publicada em Geral. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>